sábado, 27 de agosto de 2011

Vida, Vida




Renasci quando tu surgiste com a meiguice das flores silvestres
Que convidam o sol para beijar a beleza de tuas pétalas.
Quando fui aceito em tua vida
Senti a fragrância do hálito de jasmim
Sussurrando os segredos que tu guardaste
Na profundidade do teu delicado sentimento.
Agora, que tenho a chave do centro de teu coração,
Serei o mais livre dos prisioneiros;
Porque a liberdade não deixa regras nem mapa para seguir;
A liberdade é sentir e não negar nunca o sentimento,
Mesmo que outros não entendam
Se eles criarem grades ou até algemas,
Faremos amor para mostrar o quanto suas mentes são pequenas.
Se nos ameaçarem com a morte,
Lhes retribuiremos com a vida.
Pois a vida sempre encontra, naturalmente, a saída;
A vida cala os desafortunados que, por egoísmo,
Não se permitiram viver a outra dimensão da vida: o amor.
Estarei na chuva que te molha;
Tu me encontrarás em tudo que for simples e grandioso,
Na enigmática e insondável vida.

Carlos Reis Agni

5 comentários:

  1. Adorei! muito lindo... como diz essa pequena frase "Viver é uma das coisas mais raras do mundo, algumas pessoas apenas existem".
    Amor é um sentimento tão bonito que vale a pena falar dele se expressar da maneira mais profunda que pudermos! *---------------*

    ResponderExcluir
  2. Adoreeei nooosa muiito Liindo
    xD eu Ameei

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito mesmo, está de parabéns!

    ResponderExcluir
  4. adorei muito lindo...falar e sentir amor é muito bom mais as vezes alguem nos diz eu te amo
    só para brincar com nossos sentimentos
    e isso machuca muito quando descobrimos que foi ilusão

    ResponderExcluir