quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Depressão. Como transformar uma árida tristeza em um foco de luz?

De repente, a tristeza repentina surgiu, provocando um silencio incompreensível, e logo passou, era apenas uma temporária tristeza. Mas quando retorna, trás consigo uma sensação de isolamento, uma busca pela fuga, em um recanto, em um canto qualquer, para fugir de tudo. Mas não há fuga, apenas uma dor inexplicável, uma angústia que parece ser incurável, e com as horas que passavam, a angustiante tristeza se tornou mais forte, capaz de consumir as ultimas gotas de esperança. E os minutos se passaram, e a amarga tristeza, havia secado até mesmo a saliva, a tentativa de ignorar e ocultar pra outros, faz o individuo criar máscaras, sorrir sem risos, incensar uma alegria tão superficial quanto a maquiagem que derrete ao sol, quando não deu mais pra dissimular, venho então o choro compulsivo, a insuportável necessidade de pedir socorro, pois algo invisível dentro do ser secava a fonte da vida, manifestando uma árida tristeza, e assim, uma palavra que antes não tinha nenhum significado, e não era nenhuma ameaça, foi pronunciada como um diagnóstico: DEPRESSÃO.
Como encontrar a cura? Como encontrar forças para escapar de um poço invisível? Que inimigo sutil é esse? Que nasce como um joio, em meio ao trigo da felicidade e da alegria de viver. É preciso ter a força, excessivamente humana, e a vontade sobre-humana de viver, pois é um adversário que enfrentamos na arena de nós mesmos, é neste momento que sentimos que somos apenas um grão de areia, mas se acreditarmos, descobriremos o universo em uma gota de lágrimas, e transformaremos a árida tristeza em um foco de luz.
Por Carlos Reis Agni


Um comentário:

  1. A depressão entra na nossa vida se deixarmos. Todos levamos uma vida problemática, corrida e estressante. Agora, tudo depende de como cada um administra esses fatores que fazem parte da nossa vida. Basta ser fraco, frágil, dotado de derrota pra depressão entrar. Uma doença espiritual, e não física, que apenas dois remédios a cura: Você e Deus. Pra Deus curar, claro, só dependerá de você querer ser curado, e não se entregar como muitos preferem. Não existe remédio de farmácia pra depressão. É ilusão.

    ResponderExcluir